Filhos Gêmeos

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Ao chegarem finalmente nesta vida, muitos têm que embarcar numa aventura com tubos, remédios, manejos médicos que a UTI neonatal impõe. Cada grama adquirida é uma vitória. Para se alimentar, é necessário um esforço enorme de sugar o leitinho. Ficam longe pela primeira vez de seu querido irmão e o aconchego da sua barriga. Mas a força pela sobrevivência é maior, e mais uma vez supera esse desafio e finalmente vão para casa.

   

   Ao chegarem em seu lar, tudo é novo para eles, vão se adaptar ao seu quarto, seu berço e sua família. Terão que aprender, desde então, que não adianta chorar, ou melhor, se “esgoelarem” porque terão que esperar a sua vez, seja para mamar, para trocar a fralda ou simplesmente um “chamego no colo”. Mas muitas vezes um confortará o outro, simplesmente pela presença. São olhares de cumplicidade, toques de afeto e balbucios de confidência.

 

   Terão que agüentar os amigos e familiares comentarem: “Como são parecidos!” ou “Como você sabe quem é quem?” e “Foi natural?”. Logicamente não vão entender muitas perguntas quando criança e nem porque são os “centro das atenções”. Serão comparados o tempo todo, como se estivessem dentro de um jogo de sete erros.

 

   As pessoas muitas vezes os confundirão ou pensarão que eles são uma pessoa só e portanto, são iguais. Terão que convencer ao mundo e a eles próprios que isso não é verdade. Estarão em constante busca de seu auto-conhecimento para se diferenciar do irmão.

 

   Todo caminho que seguir na vida, toda escolha, seu irmão estará lá, em seu coração, sentimento ou pensamento. Nem sempre será fácil avançar, algumas vezes isso pode significar uma “traição” ao irmão, como o início de um namoro, ou morar fora, por exemplo. Por isso nenhuma escolha para um gêmeo será algo fácil a ser realizada.

 

   Mas vão certamente aproveitar muito por serem gêmeos, se passarão pelo irmão, seja para fazer uma prova, ou só pela satisfação de enganar o colega.

 

   Nunca se sentirão sozinhos, e saberão que, a vida toda terá alguém para contar, um amigo com amor incondicional.

 

   E diante de tudo isso, que você, mãe, terá o desafio de fazer honrar este papel que a vida a colocou, poder ajudá-los nos obstáculos e também desfrutar das vantagens em ter filhos gêmeos. 

 

 

Liana Kupferman CRP – 06-72552

Psicóloga Clínica especializada em Gêmeos

 

Artigo desenvolvido para "Multiplos" e "Gêmeos e Múltiplos"

  

 

   Os Irmãos Gêmeos dividem desde sua concepção um espaço em seu ventre, desde sua tenra existência têm alguém o acompanhando. Estabelecem uma posição na sua barriga como se fosse uma conquista pela sobrevivência, para garantir seu alimento chegar pelo umbigo bilical. Chutes, cotoveladas e carícias já são realizadas antes mesmo de nascerem.

  • Wix Facebook page

SIGA-ME

  • Wix Facebook page